História do pequeno Anthony

Milagres existem !!!

O meu filho Anthony nasceu, forte e saudável, nada poderia antever o percurso que por esta altura já foi feito…

Em fevereiro de 2018, o meu pequeno adoeceu. Começou com febre, perda de apetite e irritabilidade, mas julguei que fosse uma simples constipação. No entanto a febre tornou-se persistente e teimava em não responder aos antipiréticos. Decidi então levá-lo ao pediatra passados 3 ou 4 dias desde o início da febre. Foi-lhe diagnosticado “amigdalite e meningite viral” e recebeu alta com antibiótico. Passados os 5 dias da toma do medicamento o meu filho continuava com febre alta e começou a ter uma forte dor em seu corpo, não parava de chorar e as suas mãos e pês começaram a inchar com erupções avermelhada.

Nessa mesma noite fomos de novo ao Hospital e após a observação de vários médicos e feitas as análises, recebi o diagnóstico pela manhã : DOENÇA DE KAWASAKI (Síndrome de Kawasaki).

Foi um choque. Nunca tinha ouvido falar em tal coisa. Mil e um pensamentos passaram pela minha mente… Os médicos tinham um ar muito preocupado e falavam entre si a murmurar…A primeira pergunta que fiz foi: “O meu filho vai morrer?”, e a resposta que recebi foi que não sabiam ainda quais os danos que a doença já havia causado no seu pequeno corpinho.

Começaram então os exames que confirmaram que a doença estava no início. Imediatamente transferiram ele para UTI para receber o tratamento com imunoglobulina: é o tratamento padrão para pacientes com Doença de Kawasaki. Este tratamento é mais eficaz na redução da inflamação e na prevenção de danos nas artérias coronárias se for iniciado nos primeiros 10 dias.

Aqueles dias foram os piores da minha vida, mais quando se tem DEUS, familiares que ajudaram não só com o Anthony como também me ajudaram com o meu pequeno Arthur que ainda eu amamentava e sentia falta do irmão e não entendia o porque de tudo aquilo. Amigos que estão longe, mais preocupados e pessoas que não conhecíamos estavam torcendo para que o meu pequeno saísse daquela situação logo. E cada dia que se passava era uma surpresa nova, porque Deus preparou os melhores profissionais para tratar o meu pequeno com tanto amor e carinho, enfermeiras , médicos, titias da limpeza, vovó da cozinha que trazia gelatina e toddy geladinho porque sabia que ele estava com dificuldade para ele engolir e os doutores da alegria, que fazem um trabalho incrível em trazer alegria para aquelas crianças e mães, tem também os voluntários que levam o seu amor através de bichinhos de pelúcia!

E depois de muitas lagrimas, veio o resultado que tanto aguardávamos, que gracas a Deus, não haveria sequelas no meu pequeno e que ele poderia ir para o quarto e que em poucos dias ele poderia ir para casa!

Naquele momento não sabia se chorava, se sorria, se pulava ou dava a noticia para as pessoas que estavam doidas pelo resultado.

Enfim ele teve alta da UTI e foi para o quarto e tudo estava certo para ele sair de alta,quando veio a notícia que ele estava novamente com febre, ali já me vi sem chão novamente e comecei a desacreditar das coisas de Deus, reclamei com Deus o porque estava acontecendo isso com meu pequeno, até que escutei de uma mãe, tenha fé que o seu filho já esta curado.

E no dia 24 de fevereiro, meu pequeno recebeu alta e ali vi que meu filho renasceu, porque a cada dia que passa a força ,o amor, o carinho e a dedicação que ele passa para todos nos é extremamente gratificante, e hoje ele mesmo fala que Papai do céu é MARAVILHOSO… 💙😇🙌👨‍👩‍👦‍👦

Autora S. F. C.

O pequeno Anthony teve todos os sintomas da Síndrome de Kawasaki.

Postado e autorizada reprodução em 12/02/2019

3 thoughts on “História do pequeno Anthony”

  1. Meu filho João Pedro em 22/05/18 foi diagnosticado com Kawasaki no 6 dia da doença,ele pode receber a imunoglobulina no 9 dia!
    Ele ficou muito mal rins,fígado, e o coração teve 3.8 de dilatação na coronária esquerda.
    Ele ficou muito amarelo,e inchado ,e realmente quase o perdi.
    O diagnóstico de Doença de Kawasaki,foi um milagre,ele estava com 13 anos e 7 meses,e ficou muito doente de um dia para o outro.
    Hoje JP está muito bem ,tem acompanhamento com Reumatologista, cardiologista e pediatra.
    Ele teve reação severa ao aas ,mas com o último eco que foi feito agora em janeiro/2019, a Cardiologista pode dar alta do aas.
    Ele fará novos exames em abril/2019.
    Mas eu creio que ele está totalmente curado.
    Desde outubro/2018,ele não apresenta mais sintomas de falta de ar, fraqueza,e com a retirada do aas ,a dermatite atópica que durou 7 meses, simplesmente desapareceu .
    Amei poder acompanhar as informações que recebo por aqui e ler experiência de outras mães.
    Deus abençoe a todos nós 🌻

    1. Mamãe, recomendamos fortemente que por ocasião da juventude, considere ele fazer uma angiotomografia com score de cálcio.
      Este exame vai indicar se houveram sequelas de longo prazo, mesmo para pacientes que já tiveram alta médica.

      Um abraço.

Deixe uma resposta