Kawasaki em adultos

Estudos realizados pela Universidade da Califórnia em San Diego indicam a possibilidade de um grupo de adultos jovens portadores da DK tenham o surgimento de novos problemas cardíacos décadas após DK. Isto pode incluir problemas de ritmo cardíaco, problemas de vasos sanguíneos do coração e função diminuída do músculo cardíaco.

Portadores da Kawasaki normalmente desconhecem sua patologia continuada, devido a baixa incidência e a sua descoberta relativamente nova. Para estes pacientes, é altamente recomendada a visita a um cardiologista, onde deve-se anunciar que é um portador(a) da doença e solicitar um teste especializado chamado “Angio Tomografia com Avaliação de Escório de Cálcio na Artéria Coronariana”.

 

  • Efeitos a longo prazo da doença de Kawasaki

 

No passado, muitos pacientes e famílias de doenças de Kawasaki foram informados em algum momento durante seu acompanhamento de que se o coração e artérias estivessem normais, não precisariam mais se preocupar com a doença.

No entanto, novas informações nos levaram a acreditar que, para um subconjunto de pacientes, pode haver complicações cardiovasculares anos após a fase aguda da doença como resultado de inflamação e cicatrização do coração e dos vasos sanguíneos. Esta cicatriz leva anos, às vezes décadas, para se desenvolver e é muitas vezes clinicamente silenciosa.

Como resultado da cicatrização, os vasos sangüíneos do coração podem se estreitar (estenose da artéria coronária), o que pode levar a um fluxo sanguíneo reduzido para o músculo cardíaco. Além das artérias coronárias, existe a possibilidade de problemas cardíacos, incluindo batimentos cardíacos irregulares e diminuição da função do músculo cardíaco como uma complicação tardia da inflamação do músculo cardíaco (miocardite).

No entanto, as informações limitadas que os médicos hoje receberam foram coletadas em grande parte de estudos que foram concluídos antes do uso rotineiro de imunoglobulina para tratar a doença an fase aguda. Até à data, não houve estudo dos resultados a longo prazo de pacientes com DK tratados com imunoglobulina durante a fase aguda da doença. E assim, a história natural e as complicações cardiovasculares tardias da DK sob este regime de tratamento atual permanecem em grande parte desconhecidas.

Com base nas informações atuais, recomendamos que os adultos jovens considerem realizar um exame de angiotomografia computadorizada com análise de escore de cálcio como uma triagem para análise do dano da artéria coronária. O teste deve ser pedido por um médico e recomendamos este teste para todos os pacientes com idade entre 15 e 17 anos, que são pelo menos 10 anos fora do início de seu KD.

Um teste negativo (pontuação de cálcio de 0) é reconfortante e sugere que nada foi perdido nos ecocardiogramas em série que todos os pacientes com KD se submetem em nossa clínica. Um teste positivo (pontuação de cálcio> 0) sugere que alguma lesão na parede arterial pode ter ocorrido e deve ser investigada ainda mais.

Para este segundo caso, será necessário um acompanhamento após os 30 anos, pois os danos coronários podem retornar.

Pacientes que não tiveram problemas coronários não precisam se preocupar.

Fonte:  Kawasaki Disease Research Study

O Centro de Pesquisa de Doenças Kawasaki da Universidade de San Diego na Califórnia, Estados Unidos, está atualmente realizando um estudo de pesquisa para definir melhor os resultados cardiovasculares a longo prazo dos pacientes com DK.

Se você é um adulto adulto ou jovem com uma história de infância da DK e está interessado em aprender mais sobre o estudo, por favor, entre em contato conosco no contato@kawasaki.net.br ou diretamente no e-mail da universidade em adultkd@ucsd.edu.


Para inscrever-se para o estudo ou para fazer perguntas: contato@kawasaki.net.br